Blog e Notícias

A cura de um analfabeto na porta da escola

ATOS DOS APÓSTOLOS DO SEC. XXI * UMA PARÁFRASE DE ATOS 3 E 4

No início do ano letivo alguns professores cristãos estavam chegando à Escola Municipal, onde lecionavam no turno da noite para as turmas de jovens e adultos. Estava sendo novamente conduzido à porta um idoso analfabeto, cujos pais e avós também foram analfabetos e por várias gerações de sua família ninguém sabia ler ou escrever. Ele era encaminhado para ali todos dias para vender balas e pedir esmolas aos que entravam. Vendo esse que os professores iam entrar, pediu-lhes uma ajuda para sustentar a família.
Pedro e João, os professores, olharam bem para ele e, por alguns segundos pensaram na razão de estar aquele senhor por tantos anos assentado à porta da escola, sem nunca ter entrado por ela. Então, Pedro disse: “olhe para nós!” O senhor analfabeto, sem saber ao certo o que poderiam significar aquelas palavras, olhou com atenção, esperando receber deles alguma coisa. Ou que comprassem “ao menos uma balinha para ajudar”.
Disse Pedro, o professor alfabetizador: “Não tenho dinheiro para lhe dar, mas o que tenho, isto lhe dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, entre para a escola e venha aprender”.
Estando todos já acomodados em sala, segurando a sua  mão direita, após perguntar o seu nome ensinou a escrevê-lo. Imediatamente o seu sorriso se abriu e ele acreditou que podia continuar. Aos poucos as letras do alfabeto começaram a fazer sentido em todas as placas e cartazes que via. Em poucos meses as letras começaram a se juntar e a produzir sons que formavam palavras, que formavam frases, que formavam textos e de um salto o senhor pôs-se de pé e começou a ler e a escrever.  Depois passou para outros e outros níveis, sempre adquirindo novos conhecimentos. O velho senhor passou a ler a palavra de Deus e seus olhos foram abertos, podendo vislumbrar o potencial que tinha em Deus!
Quando todo o povo o viu dentro da escola lendo e louvando a Deus, reconheceu que era ele o mesmo homem que costumava mendigar e vender balas sentado à porta. Todos ficaram perplexos e muito admirados com o que lhe tinha acontecido.
Apegando-se o idoso a Pedro e João, todo o povo ficou maravilhado e correu até eles, no pátio da escola. Vendo isso, Pedro lhes disse: “professores, estudantes e familiares por que isto os surpreende? Por que vocês estão olhando para nós, como se tivéssemos feito este homem ler, escrever e compreender por nosso próprio poder ou capacidade?
O Deus Criador dos céus e da terra, que fez o homem inteligente e capaz deu-lhe a ordem de governar sobre a Terra. Ele valoriza tanto a leitura e a escrita que ao longo da história ordenou e inspirou pessoas para registrar Sua Palavra e usou instrumentos e estratégias para que o Seu Livro chegasse até nós.
A Pedagogia e demais áreas acadêmicas negaram publicamente a Fonte de todo conhecimento,  trocaram a sabedoria divina pela loucura da autonomia humana   e decidiram fazer ciência sem Deus.
Vocês professores, negaram o Mestre dos mestres, pregando-O na cruz, mas Deus o ressuscitou dos mortos. E nós somos testemunhas disso. Vocês familiares e alunos acreditaram que para passar na prova do Enem e ter um bom emprego  era preciso estudar numa escola laica e esquecer um pouco a religião e a tradição.
Pela fé no nome de Jesus este senhor conseguiu superar tantos anos de analfabetismo e ignorância. O Nome iluminou este homem que vocês veem e conhecem. A fé que vem por meio dEle lhe deu esta inteligência perfeita, como todos podem ver.
“Agora, colegas, eu sei que vocês tiraram Deus de suas aulas por ignorância, bem como os seus coordenadores e diretores. E vocês, estudantes, acreditam que podem ter êxito em suas vidas e carreiras apenas por seus próprios esforços e mérito, abrindo mão dos ensinamentos de Jesus. Arrependam-se, pois, e voltem-se para Deus, para que os seus pecados sejam cancelados. Para que venham tempos de luz da parte do Senhor, e possamos vencer o analfabetismo funcional, o bloqueio com a aprendizagem da matemática e das ciências, em geral.  Para que nossas escolas descubram a sabedoria de Cristo, em quem estão escondidos todos os tesouros do conhecimento. Para que os princípios bíblicos sejam ensinados e possamos entregar à sociedade uma geração de crianças e jovens com caráter e competência para operar a transformação que tanto desejamos ver no Brasil.
E, estando eles falando ao povo, sobrevieram especialistas em alfabetização de jovens e adultos, assistentes do prefeito, inspetores de ensino e doutores de importantes universidades.
Doendo-se muito de que ensinassem ao povo, e anunciassem que em Jesus existe a possibilidade de restauração da dignidade humana e do desenvolvimento social.
Eles os intimidaram, solicitando que comparecessem à Secretaria de Ensino para prestarem esclarecimentos no dia seguinte, pois já era tarde.
Muitos, porém, dos que ouviram a palavra creram, e foi grande o número de professores que se interessaram em conhecer mais sobre o assunto.
E aconteceu, no dia seguinte, reunirem-se na capital os seus principais teóricos, os secretários, professores, pesquisadores e jornalistas.
E, pondo-os no meio, perguntaram: Com que poder ou em nome de quem vocês fizeram isto?
Então Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: queridos colegas alfabetizadores de adultos e teóricos da Educação, visto que hoje somos interrogados acerca do benefício feito a um homem analfabeto e marginalizado e do modo como foi liberto das trevas da ignorância,
Seja conhecido de todos vocês, e de todo o povo brasileiro, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, é que este está sendo alfabetizado e demonstra pleno desenvolvimento diante de vós. Jesus é o fundamento de todo conhecimento, rejeitado por vocês, acadêmicos, escritores e articuladores do Plano Nacional de Educação.
Ele é a única esperança para o Brasil e em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.
Então eles, vendo a ousadia de Pedro e João, e informados de que eram professores sem alta titulação na área de alfabetização e letramento, maravilharam-se e reconheceram que eles haviam estado com Jesus.
E, vendo com eles o homem que fora alfabetizado, nada tinham que dizer em contrário.
Todavia, mandando-os sair, conferenciaram entre si, dizendo: é possível aplicar um processo administrativo nestes servidores públicos?  Que havemos de fazer a estes homens? Porque este caso já está no youtube e em várias redes sociais e logo chegará ao MEC e não há mais como esconder que eles com pouco tempo e recursos ensinaram este idoso a ler e a escrever, colocando assim em dúvidas os nossos mais elaborados projetos de alfabetização.
Mas, para que não se divulgue mais entre o povo, ameacemo-los de perder o cargo público, caso continuem falando nesse nome e nessa proposta pedagógica.
E, chamando-os, disseram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem, no nome de Jesus.
Respondendo, porém, Pedro e João, lhes disseram: Julgai se é justo, diante de Deus, ouvir-vos antes a vós do que a Deus; Porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido.
Mas eles ainda os ameaçaram mais e, não achando como os punir, deixaram-nos ir, por causa da comunidade escolar, especialmente dos filhos e demais familiares do ex-analfabeto; porque todos glorificavam a Deus pelo que acontecera;
Pois tinha mais de setenta anos o homem em quem se operara aquele milagre.
E, advertidos e liberados, foram para os seus, e contaram tudo o que lhes disseram os Inspetores e autoridades educacionais.
E, ouvindo eles isto, unânime levantou a voz a Deus, e disseram: Senhor, tu és o Deus que fizeste o céu, e a terra, e o mar e tudo o que neles há;
Que com o sopro da sua boca formastes o planeta Terra no qual habitamos e fizestes os céus, galáxias e constelações. E escrevestes com a Tua poderosa mão o livro da Criação, deixando registrada a Tua Aliança, o Teu caráter e Teus propósitos para nós,
Tu Senhor, que criastes as línguas e as leis que governam o Universo, que escondestes segredos nos mares e nas nuvens para que pudéssemos investigar e seguir os rastros da Tua Soberania! Tu és um Deus inteligente e onipotente e mesmo assim nos escolhestes para governar ao Teu lado,
Agora, pois, olha para as ameaças que estamos sofrendo, para a possibilidade da nossa exoneração, a nossa má reputação no mercado de trabalho e no meio acadêmico e concede aos teus servos que falem com toda a ousadia a tua palavra; e anunciem uma proposta educacional redentora e emancipadora que, se aplicada consistentemente, será capaz de produzir o desenvolvimento pleno do raciocínio, da ética e da cidadania e conduzir os alunos à verdade e a salvação.
Enquanto estendes a tua mão para alfabetizar e iluminar o entendimento e para que, onde estiverem professores preparados e comprometidos, se façam sinais e prodígios pelo nome de teu santo Filho Jesus.
E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e muitos professores anunciavam com ousadia a palavra de Deus.

** esta paráfrase do texto bíblico foi escrita num momento especial, quando estamos na iminência de votar mais um Plano Nacional de Educação (PNE), documento que direciona e estabelece metas para a Educação brasileira durante um decênio. Precisamos de um milagre e somos os apóstolos em nossa geração. Que esta mensagem nos inspire a acreditar e a nos posicionar como verdadeiros luzeiros no Brasil.

June Ribeiro* sou educadora de coração, coordenadora curricular no Col. Batista Getsêmani, em BH e gestora de conhecimentos da Aecep – Associação de Escolas Cristãs de Educação por Princípios.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário

Últimas Postagens

Social

Nossa História

Sobre Nós

Somos uma organização não governamental e interdenominacional. Foi fundada em 1997 na cidade de São Paulo, a partir de uma demanda de escolas cristãs de várias localidades, buscando apoio para sua constituição e desenvolvimento. Hoje conta com escolas e educadores associados na maioria dos estados brasileiros, crescendo continuamente…

Receba todas nossas novidades

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this