Blog e Notícias

Provisão de Deus na História e o Chamado como Educadores Cristãos

Por Vishal Mangalwadi.

Querido Associado,

Chegamos ao mês mais importante do ano para a Comunidade AECEP: 30 anos realizando o maior evento da Abordagem Educacional por Princípios entre as nações!

Você está animado? Na AECEP estamos todos felizes e gratos a Deus por mais esta oportunidade!

Gostaria de compartilhar neste mês um texto escrito pelo nosso Preletor Internacional, Vishal Mangalwadi. Vamos relembrar nossa História e refletir este mês sobre nosso chamado como educador cristão.

Você sabia que deve sua habilidade de ler e escrever se deve a um movimento europeu do século 16 chamado Reforma Protestante? 500 anos atrás, o filho de um pescador, pastor ou carpinteiro não podia ir à escola na Europa. A educação era em latim, principalmente para quem queria servir à igreja.

A Reforma Protestante recebeu educação da elite e deu a todos. Por quê? Porque a Bíblia ensinou que a ignorância e o engano eram o reino de Satanás (em Apocalipse 20), mas que Deus queria que todos os homens fossem salvos e chegassem ao conhecimento da verdade. (1 Timóteo 2: 4)

Para reformar a Europa, Martinho Lutero demoliu a educação elitista. Em 1520, ele escreveu uma carta à nobreza cristã na Alemanha, expondo o ensino da Bíblia de que todo filho de Deus, seja qual for sua cor, classe ou sexo, é um sacerdote real (1 Pedro 2: 9). Ele chamou essa doutrina de “Sacerdócio de todos os crentes”.

Todo “sacerdote” precisa conhecer a Deus. Isso requer estudar a palavra de Deus. Isso, por sua vez, exigia que a Bíblia estivesse disponível na língua das pessoas. O próprio Lutero traduziu a Bíblia para o alemão. Mas as pessoas que falavam dialetos alemães não conseguiam ler em seu dialeto, isso exigia escolas.

Quem vai pagar pela construção de escolas? Em 1524, Lutero escreveu outra carta aos vereadores de todas as cidades da Alemanha. Usando textos bíblicos como o Salmo 78, Lutero argumentou que os Conselhos Municipais eram responsáveis ​​por construir e manter escolas.

Deus é nosso “Pai” significa que um homem tem que ser mais do que um animal. Ele tem que criar e ensinar seus filhos como Deus o faz.

Em 1530, Lutero percebeu que os pais eram parte do problema. Eles não entendiam por que as crianças deveriam ir à escola, se sua vida era para ser gasta ordenhando vacas, cortando lenha ou criando bebês.

Portanto, Lutero pediu aos pais que mandassem os filhos para a escola e os mantivessem lá. Seu apelo baseava-se na Palavra de Deus. Os camponeses pobres queriam que seus filhos ajudassem com a escassa renda da família. Lutero pediu-lhes para confiar e obedecer a Palavra de Deus: buscar primeiro o reino de Deus e Sua justiça. (Mateus 6: 31-33)

Essa seria a maneira de Deus melhorar sua vida econômica.

Isto Funcionou?

No ano de 1600, pelo menos 300 cidades e vilas alemãs haviam estabelecido escolas. Estes foram tão eficazes que, já em 1537, um oponente político, o teólogo católico romano John Zwick, afirmou que se ele fosse um menino novamente, ele iria frequentar uma escola Luterana. Eles transmitiram melhor educação porque as escolas não foram estabelecidas para ganhar dinheiro. Seus objetivos eram ajudar todas as crianças a buscar o reino de Deus.

A educação das massas analfabetas foi ideia de Deus. Ele deu um texto escrito, os Dez Mandamentos, aos escravos hebreus que eram pastores e oleiros. Eles eram aprendizes orais. Deus queria transformá-los em uma grande nação. Portanto, Ele exigiu que eles aprendessem a ler, escrever, pensar (meditar) e ensinar Sua Palavra escrita.

Transformar as linguagens orais das massas em linguagens literárias, torná-la impressa e publicada nos meios de comunicação de massa comercialmente viáveis. Fazer a linguagem do homem comum, a linguagem do aprendizado, da literatura e da lei democratiza o conhecimento. É a base da democracia moderna. Você não pode ter um governo do povo, para o povo e pelo povo, a menos que funcione na linguagem do povo.

A Bíblia transformou dialetos em línguas literárias. Ele inspirou o movimento missionário a traduzir e publicar a Bíblia em todos os principais idiomas. Isso globalizou a ideia bíblica de educação universal.

Por Vishal Mangalwadi.

Assista ao vídeo do Vishal:

 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário

Últimas Postagens

Social

Nossa História

Sobre Nós

Somos uma organização não governamental e interdenominacional. Foi fundada em 1997 na cidade de São Paulo, a partir de uma demanda de escolas cristãs de várias localidades, buscando apoio para sua constituição e desenvolvimento. Hoje conta com escolas e educadores associados na maioria dos estados brasileiros, crescendo continuamente…

Receba todas nossas novidades

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this