Corpo Técnico

Definições e Operação

A função Gestão de Conhecimento da AECEP, além do gestor e do Comitê específicos, é complementada por um Corpo Técnico definido. Este atua tanto colaborando diretamente com as iniciativas da Gestão de Conhecimento, quanto apoiando os associados em suas demandas por capacitação, melhoria e crescimento.

Os elementos que compõe esse Corpo Técnico devem ter qualificações verificadas e atender condições definidas para cada caso, após o que passam a integrar o quadro de recursos preferenciais da AECEP, sendo por ela referendados perante os associados para prestar serviços relacionados ao escopo do Referencial AECEP.

Nesse sentido, a atuação de um componente do Corpo Técnico deve ser feita através da AECEP, que buscará assegurar a qualidade do atendimento no melhor interesse do associado, e fazer a divulgação cabível.

A atuação dos componentes do Corpo Técnico está sujeita a regras estabelecidas pelo Conselho da AECEP, para compor uma rede coesa de recursos trabalhando pelo desenvolvimento da própria AECEP e da base de associados.

As Dimensões do Referencial AECEP

Os componentes do Corpo Técnico e a descrição do perfil e atuação de cada um seguem abaixo:

Palestrante

Perfil e Qualificação:
Normalmente será um membro do Conselho, Capacitador, Consultor ou Parceiro, ou ainda alguém convidado pela notória competência, para palestrar em nome da AECEP em alguma conferência ou fórum específico. Visa inspirar, debater ou apresentar algo com profundidade, sobre um ou mais temas relacionados à AEP ou correlatos no contexto educacional. Para atuar nesse papel o Palestrante deve ter feito pelo menos o curso AEP – Um Primeiro Olhar, ou o Renovando a Mente do Educador.

Realização:
Se o Palestrante credenciado receber um convite para atuar, seja numa instituição associada ou não, deve formalizar através do escritório da AECEP. Deve ter conhecimento para elaborar a apresentação, ou partir de conteúdo padrão disponibilizado pela AECEP, assegurando alinhamento com as correspondentes diretrizes atualizadas da AECEP.

Tempo Previsto:
Até duas horas consideramos palestra, acima dessa carga horária será tratado como treinamento.

Exemplos possíveis de temas de impacto:
  • O Método do Fichário de Anotações;
  • Atuação da Comunidade Escolar na Escola de AEP;
  • Diferenciais da Contratação na Escola de AEP;
  • A Cultura o Impacto nos Relacionamentos na Escola de AEP;
  • Gestor Pedagógico na Escola de AEP;
  • Educação para Construir Famílias e Nações Abençoadas;

CAPACITADOR

Perfil e Qualificação:
Profissional com formação na área educacional, normalmente associados que se destacam durante a formação provida pela AECEP e que apresentam perfil para ensino. Pode ser envolvido em revisão de material, e atua com treinamentos presencial ou remoto sobre conteúdos padrão definidos pela AECEP, para os quais tenha conhecimento e experiência compatíveis, e sobre o que se mantém atualizado com os programas de formação.

Realização:
A indicação para ministrar um treinamento será sempre acertada com a AECEP, com base em critério definido para buscar compatibilidade de perfil e equilíbrio de oportunidade entre os Capacitadores. Quando a demanda explicita um determinado Capacitador, o escritório avaliará se teria outro mais prioritário para oferecer nesse atendimento, porém deverá assegurar o direito de preferência do associado.

CONSULTOR

Perfil e Qualificação:
Profissional da comunidade AECEP ou Parceiro, com formação educacional compatível com sua área de atuação, de competência reconhecida por trabalhos realizados e produções publicadas. Poderá ter atuado previamente como Capacitador e se destacado por suas realizações, e deve ser validado pelo Conselho. Deve ter feito o curso I e II da AECEP, ou demonstrar esse conhecimento adquirido por outro meio equivalente, e ter exposição comprovada à AEP e ao contexto da AECEP de pelo menos 2 anos. Poderá atuar em até 4 dimensões do Referencial AECEP, para as quais tenha competência comprovada. Sua atuação será no apoio ao desenvolvimento de instituições associadas em áreas específicas, e como recurso especializado da AECEP para contribuir com parecer técnico ou trabalhar na produção de conteúdos.

Realização:
Pode ser através de treinamento ou consultoria, contratados diretamente com a AECEP, em cima de conteúdos trabalhados e/ ou desenvolvidos pelo Consultor, com base em competências de seu domínio, alinhados com as dimensões correspondentes do Referencial. Para atuar com Consultoria Pedagógica, deverá ter obtida a formação AECEP correspondente aos aspectos que pretende cobrir (Filosofia, Metodologia, Currículo, Avaliação).

Os tipos de atuação para associados são:

  • Treinamento Customizado - adequações feitas pelo Consultor sobre conteúdo padrão AECEP, para atender necessidades especiais de escopo e formato;
  • Treinamento Especializado - em cima de conteúdo específico desenvolvido pelo Consultor, para instruir ou habilitar a equipe da instituição em tema relevante;
  • Consultoria Pedagógica – diagnóstico, desenvolvimento de solução e apoio à implantação de mudanças, visando melhoria na área pedagógica;
  • Consultoria de Organização & Gestão – diagnóstico, desenvolvimento de solução e apoio à implantação de mudanças, visando melhoria nos aspectos de negócio, organização e operação;
Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this