Blog e Notícias

A IMPORTÂNCIA DA BOA LITERATURA EM NOSSAS ESCOLAS

      Este mês voltamos às aulas, imagino quanta correria para reorganizar a escola e receber nossos queridos alunos. Gostaria de aproveitar essa oportunidade e retomar com vocês, um assunto que é muito importante e também um dos diferenciais da AEP: o estudo da Literatura Clássica na sala de aula.

      Mas como sabemos se um livro é considerado clássico? Qual a diferença entre Literatura Clássica e a lista de livros paradidáticos que enviamos aos pais todos os anos?

      Primeiro é importante definir Literatura:  O dicionário Webster (1828), define Literatura como:  erudição (saber), aprendizado, familiaridade com letras. Literatura compreende um conhecimento das línguas antigas, denominadas clássicas, bem como de história, gramática, retórica, lógica, geografia e outras ciências.  

      Rosalie Slater define Literatura como: A melhor expressão do melhor pensamento. Já a palavra clássico, no dicionário Webster 1828,  é definida como : ser de primeira classe; constituir-se melhor modelo ou autoridade como autor; puro, casto, correto, refinado; um sabor clássico, um estilo clássico.

      De maneira bem simplificada, podemos dizer que a Literatura Clássica é aquela que ao usar  um vocabulário nobre, desperta no leitor a bondade, beleza e a verdade. A  Literatura tem dois propósitos principais do ponto de vista bíblico.

      Um deles é vertical, relacionado diretamente ao modo como essa disciplina se revela e comunica a natureza de Deus e Cristo para nós. O outro propósito é horizontal, demonstrando como esse assunto pode nos ajudar a amar os nossos semelhantes.

Rosalie Slater, em sua obra intitulada “Sete amores encorajados pelo programa de Literatura”, descreve os sete amores que a boa literatura desenvolve em nós:

1.Amor a Deus: Os programas desenvolvidos pelos professores, os temas de leitura escolhidos devem inspirar nos alunos profundo amor a Deus.

2.Amor pela Palavra de Deus: É a consciência de que nunca houve, na história, literatura capaz de operar tão grandes transformações no coração do homem como a Bíblia. Na Bíblia, encontramos histórias que servem para relacionarmos aos vários momentos da nossa vida. Encontramos histórias dos profetas, patriarcas, apóstolos, padrões de caráter e, o mais importante, o Plano de Deus para a nossa redenção. A Bíblia, deve ser apresentada sempre em todos os anos, logo no início, para servir de referência do que é uma boa literatura. “ Até a minha chegada, dedique-se à leitura da Escritura, à exortação e ao ensino”.(1Tm 4.13)

3.Amor pela família: É importante que, dentro do programa de leitura, os professores escolham livros que falem de valores, como lealdade, renúncia, amizade, cuidado com próximo e muitos outros que devem existir dentro de uma família.

4.Amor pelo ser humano: Os livros escolhidos devem inspirar nos alunos amor pela criação de Deus: o Homem. Devem ser inspirados a evangelizar e compartilhar o amor de Deus com outros.

5.Amor pela Pátria: Boas biografias de brasileiros honrados devem ser apresentadas aos nossos alunos, para que neles seja gerado o amor pela pátria. Esse amor deve reverter-se em desejo, de ser instrumento de Deus para restaurar a nossa sociedade cheia de injustiças.

6.Amor pelo cristianismo: Deus tem se movido através dos tempos, escrevendo a história de Seu amor pelo homem. Livros que narram o mover de Deus na História devem ser indicados como leitura, anualmente.

7.Amor pelo aprendizado: As leituras escolhidas pelo professor devem inspirar os alunos a buscarem conhecer novos conteúdos, diferentes culturas, conhecimentos que o preparem para conversar sobre qualquer assunto. O estímulo desde os primeiros momentos de vida cria o hábito da busca do conhecimento, por meio da leitura.

Já pensou em desenvolver um desses sete amores na hora de elaborar sua lista de paradidáticos?

Na nossa biblioteca virtual, oferecemos algumas listas que foram compartilhadas pelas escolas associadas, faça uma visita em nossa Biblioteca virtual.

Nós da AECEP, temos procurado incentivar a produção dos professores da nossa comunidade AEP. Vamos indicar aqui algumas dessas produções literárias.

Conheça alguns autores de nossa Comunidade AEP, valorize-os, use esses livros em suas escolas

  1. O Potinho de Ideias – Kelli Ferro – Editora Holy
  2. Trilhando uma grande jornada – Ana Beatriz Rinaldi – Editora Princípios.
  3. Meu precioso NOME – Mary Dellatorre – Holy Editora
  4. Os Tinos em Diário das Emoções – Fellipe Cuin
  5. O propósito de Benício – Fellipe Cuin –
  6. Onde as garças voam – Inez Augusto Borges – Editora ANDAPEF
  7. O amigo que nunca me deixa só – Faculdade Batista Pioneira
  8. Conversas de Ferramentas – André Lima – alicerces.org
  9. OS Memoriais de Marquinhos – André Lima – alicerces.org
  10. Clássicos e Biografias da Bianca – André Lima – alicerces.org
  11. A Princesa dos Cabelos Crespos – Kézia Teixeira – ISBN 978-65-990-761-3
  12. A Aldeia que ficava longe – Silvia Kroker – Atuação Global
  13. Aventuras do Reino – Juliana Pompeo Helpa – Editora Princípios
  14. Meu dicionário Webster para ilustrar – Juliana Pompeo Helpa – Editora Princípios
  15. A resposta – Finlândia Chagas
  16. O Arco Celeste – Finlândia Chagas
  17. O Trem e os passageiros – Ricelly Lima Catalunha – mailto:[email protected]
  18. O Tesouro é de quem descobre – Maria Aparecida de Lima Tomazelli Sabará – ilustração: Paulo Vermelho.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário

Últimas Postagens

Social

Nossa História

Sobre Nós

Somos uma organização não governamental e interdenominacional. Foi fundada em 1997 na cidade de São Paulo, a partir de uma demanda de escolas cristãs de várias localidades, buscando apoio para sua constituição e desenvolvimento. Hoje conta com escolas e educadores associados na maioria dos estados brasileiros, crescendo continuamente…

Receba todas nossas novidades

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this